A Alimentação do Cavalo

Receba nossa Newletter!

A Alimentação do Cavalo

O aparelho digestivo do cavalo está preparado para receber pouco alimento de cada vez, mas muitas vezes ao dia, uma vez que no estado selvagem o cavalo passava o seu dia a pastar e a beber água.

Nos dias de hoje, a rotina alimentar dos equinos está quase totalmente alterada, graças à sua domesticação e ao esforço físico a que estão sujeitos.

 Mesmo sofrendo algumas alterações a nível alimentar, o aparelho digestivo do cavalomantém-se igual ao dos seus antepassados.

 Após os dentes da frente e os lábios seleccionarem e apanharem a comida, esta é moída pelos dentes de trás, iniciando assim a digestão. A comida é então engolida, passa pelo esófago e entra no estômago, o qual tem uma capacidade de 8 litros.

Do estômago, a comida passa para o intestino delgado, cólon largo e curto e recto. O intestino delgado do cavalo é estreito e mede cerca de dois metros. É no intestino delgado que são decompostos os açucares, proteínas e gorduras.

No intestino grosso são digeridas as fibras – principal fonte de energia por intermédio de bactérias e micróbios que as fermentam.

É essencial uma dieta equilibrada, com todos os nutrientes que o cavalo precisa.

 Fonte: Mundo dos Animais


Clube do Mate Oficial
Somos todos parte de uma grande família!

Compartilhe